central de agendamento

16 3514 0700  

16 99745 1338

16 99745 1338

Notícias » Inovações em punções e biópsias

« VOLTAR


04/09/2019

Inovações em punções e biópsias

Novas técnicas de diagnóstico por imagem evitam os cortes da biópsia de fígado e aumentam a especificidade para o diagnóstico do câncer de próstata.
 

As biópsias convencionais consistem na retirada de amostra de tecido para a análise de lesões ou alterações em órgãos. A MED – Medicina disponibiliza técnicas inovadoras como a elastografia hepática e a biópsia de fusão que visam conforto e resolutividade para o paciente.
 
A elastografia hepática é um exame de ultrassom capaz de diagnosticar doenças como hepatite, gordura no fígado, cirrose, colangite esclerosante primária, hemocromatose e doença de Wilson sem os riscos de uma biópsia tradicional de fígado, que requer a internação do paciente para a retirada de uma amostra do órgão, causando dor local e hematomas– e, em casos mais raros, complicações como hemorragia e pneumotórax. Além diagnosticar doenças, pode avaliar o sucesso do tratamento, pois identifica a melhora ou piora do tecido hepático.
 
Já a biópsia de fusão visa maior especificidade para o diagnóstico do câncer de próstata associando, em tempo real e com a reconstrução tridimensional do órgão em questão, imagens da ressonância magnética de alto campo, já realizada anteriormente pelo paciente, com imagens de ultrassom. O paciente segue para o procedimento de biópsia , sabendo –se a localização precisa da área suspeita. A técnica permite ao médico guiar as agulhas da biópsia exatamente para a região onde se encontra a lesão.
 
A MED – Medicina Diagnóstica também realiza as punções biópsias convencionais, utilizando equipamentos de alta tecnologia, os mesmos utilizados para suas técnicas inovadoras. E contando com suporte hospitalar com certificação internacional de qualidade.

Fonte: